11 abril 2007

Herr Ratzinger me surpreende

O Papa Ratzinger escreveu recentemente sobre Marx, fazendo uma ressalva de que Marx falhou por ver as coisas apenas sob o ponto de vista do materialismo.
Escreveu também sobre Darwin, dizendo que a Evolução não pode ser totalmente provada pela ciência já que as mutações não podem ser reproduzidas em um ambiente de laboratório.
Apenas críticas?
Não. A ressalva feita sobre Marx vem após Ratzinger elogiar a crítica à organização da sociedade feita por Marx. O comentário sobre Darwin vem acompanhado de elogios ao progresso que a ciência trouxe para visão da origem das espécies e de um pedido para que a cristandade mantenha a cabeça aberta para estas questões. Ratzinger também não endossou o criacionismo nem o tal de "Design Inteligente". Defendeu o que é chamado de "Evolucionismo Teísta", ou seja, que Deus teria criado as espécies por meio da evolução.

Não esperava tanto de um papa, muito menos DESTE papa.

Alguns fundamentalistas devem estar incomodados.

3 comentários:

gnorante disse...

Realmente este papa surpeendeu nestes dois tópicos. Prêmio Cláudio Lembo pra ele.

Vinícius disse...

Essa estória de Darwin é pura cortina de fumaça. Isso era argumento contra a idéia teleológica cuja base é justamente teísta. Se as espécies evoluem segundo um plano pré concebido, o que explicaria as mutações?

Sem falar que é besteira falar que as mutações não podem ser reproduzidas em laboratório. Elas podem sim, e a radiação tem esse efeito sobre o organismo humano. A nível genético, inclusive. Por isso que pode causar câncer.

A questão da mutação, para a evolução é que ela é aleatória e cumulativa.

Daniel disse...

puxa vida, realmente estamos bastante incomodados...