16 maio 2007

Utopia

Estado cuidando de questões morais; penas mais duras; redução da maioridade penal; pena de morte; fim do Estado laico; fim das campanhas pelo uso de preservativos; proibição severa das drogas; liberdade total para o Mercado; liberdade mínima para as pessoas; Estado máximo repressor e penal com Estado mínimo social e econômico; abaixo a razão e o Iluminismo, viva a fé e o Obscurantismo...

Ou seja,

A sociedade almejada pela direita anaeróbica (saravá Hermenauta) é uma mistura do Chile de Pinochet com o Irã dos Aiatolás.


Será que um dia veremos isto por aqui? Se depender de alguns de nossos "bastiões da moral", certamente.

5 comentários:

gnorante disse...

A boa notícia é que se vc se importa com isto não viverá nesta sociedade.

Nesta utopia meu corpo já estará perfurado por balas e enterrado em algum cemitério militar/religioso clandestino.

gnorante disse...

Fiquei pensando que, se considerarmos:
1 - a pena de morte como uma punição justa;
2 - que menores de 18 anos podem ser punidos.

Chegamos a conclusão que a pena de morte pode ser aplicada em menores. Portanto a Declaração Internacional de Direitos Civis e Políticos e da Convenção sobre os Direitos da Criança é estúpida por não condenar a pena de morte em todos os casos ou todas as punições para menores de 18 anos.

Claro que existe uma boa intenção neste ponto da declaração que caminha para o lado correto.

Infelizmente certos países poderosos querem manter justificados seus costumes barbáros, e acabam abolindo a razão. Aliás é isto que caracteriza a direita atual, total falta de razão.

Elton disse...

Estas declarações são grandes nadas. Algum país vai sofrer sanções por desobedecer os critérios convencionados?

gnorante disse...

Me chamou a atenção não pela declaração em si, mas pela incoerência do texto. Principalmente por ser aprovado por várias nações, e muitas delas aplicarem penas de morte para maiores e outras punições para menores. Simplesmente não faz sentido.

Voltaire disse...

paulo coelho que o diga