28 dezembro 2006

Apartheid Palestino

O ex-presidente estadosunidense Jimmy Carter acaba de lançar o livro "Palestine Peace Not Apartheid", em que compara a situação palestina com o Apartheid sul-africano. A noticia no UOL relata que o livro tem sofrido criticas por ser "repleto de erros factuais, materiais copiados sem citação, superficialidade, omissões gritantes e segmentos simplesmente inventados". Alguém deve estar bem puto, o que aumenta as chances do livro ser bom.

Durante seu governo, Jimmy Carter se aproximou de Cuba e China, assinou tratado com a União Soviética para redução de armas nucleares e costurou um tratado de paz entre Israel e Egito. Não foi reeleito pela reputação de parcimônia e indecisão, adquirida por não invadir o Afeganistão. O cara parece até legal para um ex-presidente estadosunidense. Falando sobre o próprio livro:
Eu diria que a sina dos palestinos hoje - o confisco de sua terra, o fato de estarem sendo totalmente reprimidos para não manifestar sua reprovação ao que está acontecendo, a construção do muro que penetra profundamente em seu território, a completa separação entre israelenses e palestinos -, todas essas coisas de muitas maneiras são piores do que alguns aspectos do apartheid na África do Sul

Acabei me lembrando de uma música do System Of A Down e que Jimmy Carter é mencionado. Após três leituras da letra ainda não vejo o menor sentido, alguém arrisca uma interpretação?

3 comentários:

Elton disse...

Jimmy Carter é o melhor que um político estadunidense pode ser, o que não é grande coisa.
Ele foi um dos observadores das eleições na Venezuela e que atestou que elas foram perfeitamente limpas.

gnorante disse...

É, não vou comprar o livro e dar dinheiro pro cara, mas se encontrar uma cópia na internet eu leio.

Elton disse...

Procurei a letra para ler. Foi o mesmo que ler o blog do Chewy.